Jovem atriz de Três Corações se destaca em Clandestinos

Jovem atriz de Três Corações se destaca em "Clandestinos"
Ex-catadora de latinhas, de 20 anos, conseguiu papel disputado por 3 mil atores


Uma ex-catadora de latinhas do sul de Minas, se tornou atriz da principal rede de televisão do país. Parece um conto de fadas, mas é a história da jovem Adelaide de Castro, de 20 anos, na série "Clandestinos, o sonho começou", exibida às quintas-feiras, após "A Grande Família", pela Rede Globo. Adelaide nasceu em Três Corações e há pouco mais de dois anos faz parte do elenco da peça do diretor João Falcão, que agora teve a versão adaptada para a televisão. Na peça, a jovem representa passagens da própria vida no interior de Minas e as aventuras em  busca do sucesso e realização pessoal.

Começo

Para chegar ao Rio de Janeiro e conquistar uma oportunidade de realizar seu grande sonho, Adelaide enfrentou obstáculos pessoais desde a infância. Filha de pais que se separaram quando ela tinha apenas cinco anos de idade, a jovem atriz precisou se desdobrar para cuidar de nove irmãos e chegou a catar latinhas e vender para contribuir com o sustento da família.

O talento como atriz e musicista foi descoberto quando ela entrou em um projeto social "Pedalarte", que curiosamente foi extinto há dois anos em Três Corações. O projeto, do cineasta Braz Chediak, que dirigiu sucessos como "Bonitinha, mas ordinária", "Perdoa-me por me traíres", entre outros na década de 1980, ensinava arte dramática e música para crianças carentes da cidade. No projeto Adelaide participou do elenco da peça "Pluft, o Fantasminha".

Preparação

Foi Chediak que preparou Adelaide para o teste de "Clandestinos", que oferecia 14 vagas para três mil candidatos. Um dos trunfos da apresentação era o domínio do saxofone, que a menina aprendeu a tocar no projeto. "Desde cedo vi que ela tinha muito talento, mas ela não queria ir para a música. Todos os alunos do projeto fizeram e ela acabou gostando. Para o teste de Clandestinos, preparamos Adelaide com um monólogo e o saxofone e deu certo", diz Chediak. Depois de passar na seleção, Adelaide chegou a morar de favor na casa de várias pessoas, parentes do diretor Chediak e foi "adotada" pela atriz Luana Piovani, com quem morou por um tempo.

Em contato com a reportagem do EPTV.com, a jovem atriz tricordiana se diz feliz com toda a repercussão de "Clandestinos", mas com os pés no chão. "Aqui está tudo ótimo, estou há dois anos na peça e na batalha como qualquer pessoa. Já conheci bastante gente e estou aprendendo muito", diz Adelaide.

Além da participação na peça de João Falcão e do seriado da Globo, Adelaide de Castro também fez uma participação no filme "Chico Xavier", de Daniel Filho, interpretando a jovem prostituta Lea.

A série "Clandestinos" vai ao ar na Rede Globo às quintas-feiras logo depois de "A grande família".

fonte EPTV

height=225
 

You may also like...

0 thoughts on “Jovem atriz de Três Corações se destaca em Clandestinos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *