Assassinato a pedradas

Mulher de 41 anos é brutalmente assassinada e vizinha que foi prestar socorro fica gravemente ferida.

Na noite do último sábado, dia 12, por volta das 23 horas Idelma Aparecida, 41 anos, foi assassinada a pedradas na Rua Augusto Cabral (perto do asilo) no bairro Santa Rita. O corpo de Idelma foi encontrado em sua casa por sua vizinha Keila Faustina Alves, 19 anos, ela escutou os gritos e entrou na casa com o assassino ainda no local. Segundo Keila, que está no terceiro mês de gravidez, o assassino estava armado com um paralelepípedo e a agrediu logo em seguida com cinco pedradas na cabeça o que quase a levou a ter um traumatismo craniano. Keila recebeu diversos pontos na cabeça e no rosto, apesar de ainda sentir fortes dores, já está de alta e tanto ela quanto a criança que carrega no ventre passam bem. A jovem diz não saber o motivo do assassinato e nem é capaz de reconhecer o agressor, ela só se lembra de suas palavras: “Depois das primeiras pedradas eu já estava quase inconsciente quando escutei o homem dizer: Agora que a matei, vou matar você também!, depois disso só me lembro de acordar no hospital”, conta Keila ainda muito assustada.
A polícia suspeita de um acerto de contas por dívida de drogas, pois a vítima fatal Idelma Aparecida, segundo informações, era usuária. Até o momento ninguém foi preso.

Leonardo Miranda Alves

height=451

                                Keila Faustina Alves
 

You may also like...

0 thoughts on “Assassinato a pedradas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *