Prefeitura deixa de recolher lixo hospitalar

 

Atendendo a Lei, a responsabilidade passa a ser dos serviços de saúde.

             No dia 1º de Abril a prefeitura deixou de recolher e dar destinação final aos resíduos provenientes dos serviços de saúde (lixo de unidades que executem atividades de natureza médica – assistencial humana ou animal). A medida é uma adequação à resolução nº 238, de 12 de julho de 2001 editada pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) que incube a responsabilidade pelo gerenciamento de tais dejetos a quem os gerarem. Farmacêuticos foram surpreendidos e se reuniram hoje para tratar do assunto.

            A prefeitura celebra contrato com a empresa Contorno Construtora de Obras, responsável pela limpeza urbana, que terceirizava o serviço da Ecosul, empresa especializada que executava o serviço na cidade. A Procuradoria Geral de Alfenas explica que a prefeitura não continuará recolhendo o lixo, pois vinha cumprindo uma obrigação que legalmente não é de sua competência. Agora os hospitais, clínicas, laboratórios, farmácias, drogarias da cidade devem estudar propostas de empresas especializadas em resíduos hospitalares a fim de contratarem seus serviços. 

             Hoje, 12 de abril, o assunto foi pauta da reunião da AFAR (Associação Farmacêutica de Alfenas). O objetivo foi informar e esclarecer os profissionais e também estudar as proposta da empresa Ecosul.  Maria Sinira Rocha de Oliveira, presidenta da AFAR, conta que os farmacêuticos, de forma geral, entendem a atitude do governo municipal, entretanto muitos reclamam que foram pegos de surpresa. Daniela Marques não acha que os gastos com lixo vão pesar no orçamento de sua farmácia, mas se mostrou indignada por não ter sido previamente avisada. “Tenho consciência que não é responsabilidade da prefeitura, mas todos nós deveríamos ter sido notificados. A prefeitura simplesmente parou de recolher meu lixo.” Expõe a farmacêutica.

             Devido à falha na notificação para os profissionais interessados Weber Felipe, gerente comercial da Ecosul, durante a reunião da AFAR, afirmou que a empresa vai dar continuidade ao recolhimento do lixo nos locais que se beneficiavam com o serviço municipal até o dia 15 desse mês.  “Após esta data recolheremos o lixo para tratamento e destinação final apenas dos locais que contratarem nossos serviços” explica. 

 
Por Leonardo Miranda Alves



height=454

You may also like...

0 thoughts on “Prefeitura deixa de recolher lixo hospitalar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *