União Operária de Alfenas está em completo abandono.

 

Associação que deveria beneficiar a comunidade deve mais R$ 27 mil aos cofres públicos, apresenta graves irregularidades e é alvo de sérias denúncias.

Da redação

             Fundada para promover atividades sociais e culturas em benefício da comunidade alfenense, a União Operária, que durante muitas décadas foi motivo de orgulho para a cidade, está em completo estado de abandono. Há quase quinze anos sem diretoria oficial, ninguém responde pelo dinheiro arrecado com o aluguel dos imóveis integrantes à propriedade da associação.                                       

             Desde 2005 a União Operária não efetua o pagamento do IPTU, acumulando uma dívida de R$27 230, 12 (vinte e sete mil, duzentos e trinta e doze centavos) em impostos e multas aos cofres públicos.

             A propriedade adquirida em 30/06/1939 pela União Operária está localizada em uma parte nobre de Alfenas, no centro da cidade. De acordo com a Certidão de Bens em nome da associação, são 496,00 metros quadrados situados á Rua Raul Soares, esquina da Rua Barbosa.  Atualmente, além de um prédio antigo, outras duas construções mais recentes constituem a propriedade avaliada em mais de um milhão de reais. Três imóveis estão alugados para comércios: uma floricultura na Rua Rui Barbosa Nº 100, uma loja de móveis na Av. São José Nº 1208 e um bar, também na Av. São José, Nº 1190. Os proprietários dos estabelecimentos comerciais confirmam que são inquilinos, contudo não revelaram para quem é feito o pagamento do aluguel.

             Segundo fontes que preferem resguardar sua identidade, no endereço Nº1204 da Av. São José, entrada principal do prédio antigo, funciona um cassino clandestino. “São apostadores entrando e saindo todos os dias, todo mundo sabe o que acontece lá dentro e ninguém faz nada. Como pode algo assim funcionar no centro de uma cidade como Alfenas?”, expõe um morador das redondezas.

            Antigos frequentadores, que no passado desfrutavam dos eventos promovidos pela União Operária, afirmam que não são realizadas atividades sociais ou culturais voltadas para o lazer e entretenimento da sociedade no local desde o final dos anos de 1970 e início da década 1980.

            De acordo com documentos obtidos pela reportagem, há quase quinze anos não é registrada eleição para diretoria. A última data de 26 de fevereiro de 1997, entretanto só veio a ser registrada este ano, em 20 de janeiro. O último presidente da União Operária foi Luiz Carlos Pereira, quando procurado para prestar esclarecimentos disse que não sustenta nenhuma ligação com a associação. Mas, em contrapartida, ele afirmou que as acusações não condizem com a realidade e que uma nova diretoria assumirá em breve. Luiz Carlos se negou a revelar maiores detalhes alegando que logo “alguém” entraria em contato com a nossa reportagem. No entanto, até a publicação da matéria, ninguém procurou o Alfenas Agora.

           Os eventos promovidos no antigo prédio da Av. São José ficaram marcados nas memórias de muitas gerações de alfenenses. O comerciante José Vitor Lázaro, popular Decão, que durante muitos anos trabalhou como operário na cidade, foi frequentador assíduo dos eventos e “bailes” promovidos pela União Operária durante a década de 1960 e 1970, inclusive, a festa de seu casamento foi no antigo prédio. Hoje ele lembra com saudade os tempos áureos e lamenta a situação a que chegou a União Operária: “O que já foi motivo de muito orgulho para Alfenas, com eventos que reuniam pessoas de todas as classes sociais, hoje é um exemplo de descaso! Abandonaram um bem da sociedade”, afirma Decão.

            Como não foi possível encontrar quem responda oficialmente pela União Operária de Alfenas, fica em aberto o direito de resposta aos responsáveis pela associação. Esperamos que alguém se manifeste oficialmente sobre a acusação da dívida de mais de R$ 27,000 em impostos, sobre o destino do dinheiro arrecadado com o aluguel dos imóveis de propriedade da União Operária e sobre o suposto cassino clandestino.


You may also like...

0 thoughts on “União Operária de Alfenas está em completo abandono.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *