Vereadores de Machado são investigados pelo MP por gastos com viagens

Oito dos nove vereadores de Machado serão investigados pelo Ministério Público por gastos com viagens

Da redação

         Oito dos nove vereadores de Machado, no Sul de Minas, serão investigados pelo Ministério Público (MP) por gastos com viagens. Após uma denúncia anônima sobre gastos excessivos de vereadores em viagens, o Ministério Público quer que os vereadores comprovem, num prazo de 30 dias, se as viagens eram mesmo de interesse do município.
         Segundo documentos apresentados pela Câmara ao MP, alguns vereadores chegaram a receber mais de R$ 4 mil por mês em verbas indenizatórias de viagens, sendo que o salário deles é de R$ 2,6 mil. O Presidente da Câmara, Juliano Paes, disse acreditar que as viagens estão dentro do que é previsto em lei. Nenhum vereador foi encontrado pela reportagem para falar sobre o assunto.
         A única vereadora que não está sendo investigada é Alvina Ferreira. Ela diz que não fez uso das diárias porque trabalha dentro do município.
         De acordo com o promotor responsável pelo inquérito, Ademar Pereira, mesmo que as despesas estejam de acordo com a resolução da Câmara, o excesso de gastos pode ser denunciado como improbidade administrativa.

height=200


You may also like...

0 thoughts on “Vereadores de Machado são investigados pelo MP por gastos com viagens”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *