Corpo de protético que desapareceu em enxurrada é localizado

O Corpo de Bombeiros de Porto Ferreira localizou na manhã desta quinta-feira (31) o corpo do motociclista Leilison Júlio Rocha de 32 anos que desapareceu durante uma enxurrada na rodovia  SP-328, vicinal que liga as cidades de Porto Ferreira e Santa Rita do Passa Quatro, na noite desta quarta-feira (30). Quarenta minutos de chuva forte foram suficientes para alagar o trecho da rodovia, fazendo com que vários veículo ficassem ilhados. A água chegou a atingir o capô dos automóveis.

height=348

height=465

A PM e o Corpo de Bombeiros foram acionados e encontraram uma motocicleta caída às

margens da rodovia, próximo a boca de escoamento de água. No local, os policiais encontraram os documentos do motociclista Leilison Júlio Rocha que foi levado pela correnteza da água.

As buscas pelo motociclista que começaram na noite de ontem, tiveram fim na manhã desta

quinta-feira (31) depois que o corpo do motociclista foi encontrado a cerca de 500 metros do local de onde havia desaparecido. O corpo estava enroscado em algumas pedras às margens do córrego.

O corpo de Leilison foi encaminahdo ao Intituto Médico Legal (IML) de São Carlos e em seguida

liberado à família. A Polícia Técnico Cientifica de São Carlos realizou a perícia no local.

Fonte: São carlos agora

Água vinda de bairro inundou pista onde homem morreu, afirma DER

Enchentes na SP-328 são comuns, reclamam moradores de Porto Ferreira.

Prefeitura nega e diz que grande quantidade de chuva causou alagamento.

Moradores e DER culpam sistema de drenagem de bairro por enchentetos/

O acúmulo de água na Rodovia Luís Pizetta (SP-328), onde um protético de 32 anos morreu após ser arrastado pela enxurrada na noite de quarta-feira (30), em Porto Ferreira (SP), foi causado pelo escoamento vindo do bairro Porto Belo, de acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A Prefeitura, no entanto, nega e atribui alagamento à grande quantidade de chuva que atingiu a cidade.

 

Segundo o tratorista William Tordato, que vive perto do local, muitos motoristas tiveram que voltar quando se depararam com a água que tomou conta da pista na noite de quarta. “Quando chove bastante e junta muita água não tem como passar porque fica com mais de um metro de água”, disse.

Alguns carros já estavam cheios de água e motoristas que estavam ilhados resolveram pedir ajuda ao Corpo de Bombeiros. Eles estavam chegando quando encontraram uma moto caída na rodovia. No local, foram encontrados os documentos de Leilison Júlio Rocha e começaram as buscas. “Começaram a vasculhar por toda a parte, mas com a visibilidade a noite ficou difícil. Logo que clareou o dia, se depararam com a vítima às margens do rio”, explicou o soldado dos bombeiros Valter Luís Danielli.

O corpo estava há 30 metros de onde foi encontrada a moto. O cirurgião dentista Bruno Courbassier, sócio da vítima, acompanhou o trabalho da Polícia Militar e dos bombeiros. Ele disse que o rapaz estava voltando do trabalho em Santa Rita do Passa Quatro e reclamou das condições da pista. “Não tem sinalização nenhuma, não tem placa, não tem escoamento. De quem é a culpa da situação? Dele por estar tentando ir embora para a casa ou do Estado que não conservou bem a via pública?”, questionou.

 

 

 

 

 

 

 

You may also like...

0 thoughts on “Corpo de protético que desapareceu em enxurrada é localizado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *