Sideral faz show em um teatro pela primeira vez, relembrando seus maiores sucessos

Sideral avisa que o espetáculo começa acústico e termina rock and roll
 

  “É show especial”, avisa o cantor e compositor Wilson Sideral, de 37 anos, referindo-se à apresentação que faz nesta terça-feira, às 20h, no Teatro Sesiminas. Acompanhado de banda, ele mostra repertório que tem um pouco de toda a sua carreira, além de tributos a Roberto Carlos, a Cazuza e ao Clube da Esquina. A entrada é franca. Depois de uma vida inteira “na balada”, tocando em bares, feiras, festivais etc., o artista está pela primeira vez no teatro. “É lugar que tem qualidade acústica, possibilidade de shows elaborados, dá condições de receber, de forma respeitosa, quem sai de casa para ouvir música, não para beber ou paquerar”, justifica. “Como é plateia que presta atenção às canções, vem o desejo de oferecer o melhor que você faz”, garante.

 

Está no repertório, conta Sideral, desde o “lado B” até hits da carreira dele. 'Maria', 'Fugindo de mim', 'Voz, solidão e violão' e também 'Fácil', 'Na moral'. Faz algumas releituras, entre elas 'Para Lennon e McCartney', 'É preciso saber viver' e 'Exagerado'. Trata-se, explica, de espetáculo que começa acústico e termina rock and roll. E com “grande banda”: David Maciel (bateria), Adriano Campaggnani (baixo), Marcelinho Guerra (guitarra), Breno Mendonça (sax) e Wagner Souza (trumpete). “Minha música é produto de algumas paixões: rock and roll, MPB e soul, funk e blues”, afirma. O show faz parte do projeto Musica no teatro e já foi apresentado em seis cidades mineiras.

 

A música entrou na vida de Sideral, recorda, pela cozinha de casa. “Venho de família em que todo mundo canta ou toca violão. Então, quando o pessoal se reúne, é festa o tempo todo”, avisa. “Cresci ouvindo todo tipo de música”, explica. O avô era cantor de seresta e admirava os grandes nomes da música brasileira. Com os tios conheceu a Jovem Guarda, Led Zeppelin, Santana, Clube da Esquina etc. A primeira banda foi Contato Imediato, criada com o irmão Rogério Flausino (do Jota Quest). O canto apareceu aos poucos e a serviço do compositor, depois de atuação como guitarrista (e segunda voz no Homeriah). “Tinha um monte de músicas escritas, gostava de cantar, resolvi eu mesmo apresentá-las”, recorda.

 

Música no teatro

 

Show de Wilson Sideral. Nesta terça-feira, às 20h, no Teatro Sesiminas, Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, (31) 3241-7181. Ingresso: um caderno 96 folhas novo.

 

Divertido e despretensioso

 

Sideral tem 37 anos, nasceu em Alfenas (MG) e mora em BH desde os 18 . Tem quatro discos: Dias claros (2007), Lançado ao mar (2004), Na paz (2002), 1 (1999). Explora as muitas possibilidades do soul e do rock. Fluente, balanceada e com personalidade. Tudo tão divertido e despretensioso, que passa despercebido que, movendo tudo, está cantor e compositor de muitos méritos. Talvez um dos melhores e mais originais do pop brasileiro.

You may also like...

0 thoughts on “Sideral faz show em um teatro pela primeira vez, relembrando seus maiores sucessos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *