Ministério da Saúde amplia acesso a tratamentos contra o tabaco

O Ministério da Saúde publicou nesta segunda-feira, 8, no Diário Oficial da União, novas diretrizes para ampliar o acesso de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) aos tratamentos para parar de fumar.

As unidades que fazem parte do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade passam a ter a opção de oferecer o tratamento aos fumantes. As novas regras devem aumentar o número de unidades do SUS filiadas ao Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) de cerca de 3 mil para 30 mil.

Em 2012, 175 mil usuários do tabaco foram tratados pelo programa. No total, 1.159 municípios participaram da ação. Com as mudanças, o tratamento passará a ser oferecido em mais de 5 mil municípios brasileiros.

O Ministério da Saúde, na pesquisa Vigitel realizada anualmente, constatou que 14,8% dos brasileiros com mais de 18 anos fumam. O objetivo da pasta é reduzir este número para 9% até o ano de 2022.

Segundo dados do ministério, cerca de 200 mil brasileiros morrem a cada ano devido a doenças relacionados ao fumo. O tabagismo é um dos principais fatores de risco para infartos, acidentes vasculares cerebrais e vários tipos de câncer. 

A medida publicada no DO também pretende capacitar os profissionais de saúde para que eles auxiliem na luta contra o tabaco. Além de fornecer medicamentos, o ministério garante também dar assistência psicológica para impedir que os pacientes desistam do tratamento.

Em 2012, o Ministério da Saúde investiu R$ 12 milhões no tratamento de fumantes e deve aplicar, em 2013, os mesmos R$ 12 milhões. Os recursos são destinados à compra de medicamentos, mas esse total pode chegar a R$ 60 milhões, dependendo da adesão das unidades do SUS.

You may also like...

0 thoughts on “Ministério da Saúde amplia acesso a tratamentos contra o tabaco”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *