Associações registram queda do consumo no comércio da região

As associações comerciais da região tem registrado queda no movimento em quatro das cinco maiores cidades do Sul de Minas. Alta da inflação, menos dinheiro no bolso ou simplesmente cautela para não gastar mais do que o necessário são alguns dos motivos que explicam a redução no consumo. Em Lavras (MG), a queda chegou a quase 13% nas vendas de maio para junho deste ano.

O reflexo pode ser visto nas lojas, onde a maioria está vazia. Em uma loja de calçados, em Lavras, os funcionários estão parados, já que nem as promoções estão ajudando nas vendas. A gente achou que teria uma recuperação em janeiro e fevereiro, mas de março em diante voltou a cair as vendas, explica o proprietário da loja, Eduardo Freire.

height=228

 

A Pesquisa Nacional de Intenção de Consumo de Famílias, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que o brasileiro está comprando menos. O recuo foi de 4% em julho em comparação com o mês de junho. A queda em relação ao mês de julho de 2012 é de 7,7%. Vários fatores contribuem para esta realidade, como a desvalorização do real e o impacto das últimas manifestações em todo país.

A pesquisa revela ainda que a inadimplência também influenciou na queda da intenção de consumo das famílias. Ela teve um aumento de 5,7% em comparação ao primeiro semestre do ano passado. Mas para o professor de economia da Universidade Federal de Lavras (Ufla), o principal motivo é a alta inflação. A inflação oficial está na faixa de 6,7%, o que faz com que as pessoas percam o poder real de compra, ou seja, hoje nós compramos em torno de 7% a menos do que comprávamos até um ano atrás, afirma.

Pesquisa registra queda no movimento do comércio do Sul de Minas 

 

No Sul de Minas, as vendas caíram em várias cidades, segundo as associações comerciais. Em Passos (MG), a queda foi de 1,5% nas vendas no mês de junho em relação a maio. Em Poços de Caldas (MG), a queda foi de 7% e em Pouso Alegre (MG), de 6% no mesmo período. Já em Lavras, as vendas no mês de junho caíram mais: 12,66% se comparado a maio. Varginha foi a única cidade da região que apresentou aumento nas vendas: 3%.

Com a queda do consumo, o setor de vestuário foi um dos mais prejudicados. Cláudia Maria de Carvalho é dona de uma loja de roupa feminina em Lavras. Ela conta que, em alguns dias, nenhum cliente passa na loja. Apesar disso, para a comerciante, a próxima estação é a esperança de recuperar o prejuízo. Eu estou bastante ansiosa pela coleção nova, porque no verão o pessoal não tem tanto medo de comprar, é uma coleção mais longa, espera.

 

 

Apesar das promoções, consumidores não estão

gastando em 2013 

Porém, segundo o professor da Ufla, a tendência é que as pessoas continuem comprando menos. A previsão esse ano é que nós cresceríamos em torno de 5%, já se fala que nós vamos crescer menos de 2%. Isso acaba afetando a possibilidade de emprego, e principalmente nos jovens. A comerciária Mariana Nascimento confirma a previsão do professor de economia. Tem muita conta pra pagar, as coisas estão muito caras, então eu não estou gastando muito, não estou comprando muito ultimamente, afirma.

No Brasil

Apesar da retração registrada no Sul de Minas, a previsão da Confederação Nacional do Comércio é de crescimento nas vendas este ano de 4,5% em relação ao ano passado, número menor que o registrado em 2012 em relação a 2011: de 6,5%.

 

Do G1 Sul de Minas

You may also like...

0 thoughts on “Associações registram queda do consumo no comércio da região”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *