Cruzamento é alvo de acidentes

Patricia de Oliveira
Reportagem local


Na noite desta sexta-feira, dia 27 de dezembro, por volta de 21h40, mais um acidente entra para a lista de desastres de trânsito que vêm acontecendo constantemente no cruzamento entre a avenida Afonso Pena e a Rua Prof. Carvalho Júnior.

O local já foi alvo desde pequenas colisões até capotamentos, com vítimas em estado grave, leve, ou sem vítima, porém sem deixar de ser um ponto perturbador não só para os motoristas, mas principalmente para os moradores daquela região e pedestres, que podem a qualquer momento serem pegos pelos carros.

Desta vez, um ônibus coletivo urbano da Alfetur, linha Imesa, placas H9F 7809, dirigido por João Ferreira dos Santos, que transitava pela Rua Prof. Carvalho Júnior, sentido Terminal Urbano (antiga Rodoviária), foi atingido por um Fiat Siena vermelho, placas OPI 1746 Alfenas-MG, dirigido por Antenor do Nascimento Paulo, 61, que seguia pela avenida Afonso Pena.

O motorista do carro de passeio salientou não ter visto a placa de parada obrigatória, uma vez que ela está mal iluminada e fica em um postepróximo a uma árvore que atrapalha a visão de quem transita pela via. Ele alega também que não deu a preferência ao coletivo uma vez que a faixa inscrita na via está bastante apagada, o que prejudicou a sua visão. “Nunca bati um carro em minha vida. Estou com 65 anos e dirijo desde 1974”, afirma.

Ferreira, motorista da Alfetur, informou que, no momento da colisão, ficou preocupado com os passageiros que lá estavam. “A sorte é que não tinham bebês, que poderiam sofrer algum choque; poucos passageiros estavam no ônibus e eles não tiveram ferimentos”, comentou.

Os policiais militares chegaram por volta de 22h20. O condutor da Alfetur disse que chamou duas vezes a PM, mas que os policiais só chegaram após 40 minutos. Sargento Caliari e Sargento Marcelo informaram que, assim que foram acionados, se dirigiram para o local do acidente. “Estávamos no Jardim América, fomos acionados e viemos.”

Os policiais fizeram a Ocorrência eliberaram o local para o trânsito fluir, uma vez quetanto o ônibus, como o carro não sofreram grandes danos e estavam funcionando. “No caso de acidentes sem vítimas e com a documentação dos motoristas em dia, não tem perícia, somente o Boletim de Ocorrência”, informou Sargento Marcelo.

Falta de sinalização adequada
Apesar da deficiência do sistema preventivo de trânsito, sargento PM Marcelo disse que há muito tempo a placa de parada obrigatóriaestá alieque os motoristas já deveriam saber que se deve parar na avenida Afonso Pena, antes de cruzar a Rua Prof. Carvalho Júnior.

O problema é a quantidade de acidentes que ocorrem no local, o que denota que a sinalização é deficiente ou existe falha humana. Provavelmente a sinalização falha pode ser uma das causas, principalmente para motoristas de outras cidades que não estão acostumados com as placas informativas da cidade.

A via necessita de manutenção por estar com a pintura apagada e uma melhor iluminação para que os motoristas possam enxergar com facilidade a placa de ‘Pare’. Uma das pessoas que estava próxima ao local informou que já se acostumou com o problema e por isso fica atento quando precisa atravessar a rua. Ele comenta que o reforço na pintura é importante para que o condutor, em movimento, identifique com antecedência o cruzamento.

Com medo de acidentes, algumas mães acompanham os filhos até a porta das escolas e muitas já pediram mais segurança e prevenção como a instalação de quebra-molas, placas de sinalização de área escolare faixas também em frente às duas instituições de ensino.

O cruzamento tem sido alvo de muitas colisões e chamado a atenção de muitos moradores e pedestres que passam por lá; e ainda tem o agravante de ser próximo a escolas. Por esse motivo, o vereador Padre Waldemilson Gustavo Bassoto (Padre Waldemilson/PT), pediu reforço na infraestrutura e sinalização, no dia 12 de março de 2013. O vereador apresentou, durante a reunião na Câmara Municipal,duas indicações a serem repassadas à Superintendência Municipal de Trânsito.A primeira delas, de número 87/2013, pede a instalação de um semáforo ou a melhoria na sinalização de trânsito no cruzamento da Avenida Afonso Pena com Rua Professor Carvalho Junior, ondefrequentemente ocorrem acidentes.

Acidentes
Dentre os vários acidentes ocorridos no cruzamento, destacamos o que aconteceu no dia 27de fevereiro de 2013, quando dois veículos se colidiram no cruzamento e um deles tombou na via, causando grande transtorno. Eram aproximadamente 13 horas, quando um Renault Sandero marrom (HNG-1589, Alfenas) transitava pela Rua Prof. Carvalho Júnior, sentido rodoviária antiga, quando foi atingido na lateral direita por um Fiat Palio laranja (CIB-6929, Porto Feliz-SP), que seguia pela Avenida Afonso Pena. Após a batida, o Renault rodou e tombou na Carvalho Júnior, próximo à calçada, ficando com a lateral esquerda virada para o chão. Uma pessoa ficou ferida. O carro capotado em plena área central chamou a atenção de muitos curiosos, além dos alunos do Anglo, que tiraram fotos e filmaram a cena. A motorista do Renault, que estavana preferencial, seguiu pelo cruzamento após notar que um Fiat Uno parou. O motorista do Palioteria ultrapassado o carro parado eatingido o seu veículo.

 

Veículo tomba no mesmo local do acidente ocorrido quatro dias antes – Na manhã de domingo, 3 de março de 2013, quatro dias após o acidente com o Renault, outro carro tomba na mesma esquina. Apesar de ninguém ter se ferido, o acidente mostra como o cruzamento é arriscado. Um dos carros tombou e parou quase do mesmo jeito e no mesmo lugar que o acidente anterior. O arquiteto Luiz Carlos Pelegrin, morador da avenida Afonso Pena, postou na internet, em março de 2013, sua insatisfação: “E os motoristas continuam voando pela avenida Afonso Pena. É raro alguém que passa aqui com menos de 50 km/h. Nestas ruas estreitas, o limite deveria ser de 30 km/h. Tem que colocar quebra-molas ou fiscalização eletrônica urgente.”

Carro atinge comércio na esquina do cruzamento – No dia 23 de novembro de 2013, outro acidente. O motorista de um carro azul não teria respeitado a placa de parada obrigatória e no cruzamento com a Rua Professor Carvalho Júnior foi atingido por um Montana branco que depois atingiu um comércio na esquina. O motorista do Montana ficou ferido com suspeita de ter quebrado a costela e o outro motorista sofreu ferimentos leves.

Uno bate em Fusca e capota na avenida Afonso Pena – em abril de 2009, um Fiat Uno bateu em um Fusca e capotou na avenida Afonso Pena. De acordo com testemunhas, o carro que transitava pela avenidaestaria em alta velocidade e não teria respeitado a placa de parada obrigatória no cruzamento da Rua Prof. Carvalho Junior. O Uno atingiu de raspão a parte dianteira do Fusca e capotou em frente ao Colégio Anglo. O motorista foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital Universitário Alzira Velano. A motorista do Fusca também afirmou que o motorista do Uno estava correndo e que teria tentado desviar do carro, mas acabou atingindo um poste de sinalização. Apesar do acidente visivelmente violento, não houve feridos graves.

height=480FOTOS: Jonatha Teixeira
Cruzamento da avenida Afonso Pena com Rua Prof. Carvalho Júnior é alvo de acidentes constantes


height=480
Na avenida Afonso Pena quase não se vê as listras brancas que indicam existência de uma faixa de segurança

height=480
“A sorte é que não tinham bebês, que poderiam sofrer algum choque; poucos passageiros estavam no ônibus e eles não tiveram ferimentos”, comentou João Ferreira dos Santos.

height=480
“Nunca bati um carro em minha vida. Estou com 65 anos e dirijo desde 1974”, afirmou Antenor do Nascimento Paulo, que seguia pela avenida Afonso Pena

height=480
Os sargentos Caliari (à esquerda) e Marcelo fizeram a Ocorrência e liberaram o local para o trânsito fluir

height=480
João Ferreira dos Santos ressaltou também que a sinalização precisa ser melhorada, para que outros acidentes não ocorram

height=480
Sargentos Caliari e Marcelo informaram que, assim que foram acionados, se dirigiram para o local do acidente

height=480Foto: Arquivo Pessoal
O vereador Padre Waldemilson pediu no dia 12 de março de 2013, a instalação de um semáforo no cruzamento da Avenida Afonso Pena com Rua Professor Carvalho Junior
 
Fonte: Alfenas Agora.

You may also like...

0 thoughts on “Cruzamento é alvo de acidentes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *