Um ano após a tragédia na Boate Kiss

Hoje, 27 de Fevereiro de 2014, o incêndio que matou 242 pessoas na boate kiss em Santa Maria  no Rio Grande do Sul, completa um ano.

Familiares, amigos e moradores da cidade se reuniram em um congresso internacional para que haja a punição

dos responsáveis e para evitar que novos acidentes aconteçam.

A ONU (Organização das Nações Unidas) enviou uma carta pedindo mais prevenção e consciência da sociedade. 

Das oito pessoas denunciadas pelo Ministério Público, sete respondem pela tragédia.

Até hoje, o interior do prédio continua em escombros. A Justiça já determinou que os proprietários façam uma limpeza. Mas, por enquanto, o local permanece como uma espécie de memorial, onde muita gente deixa flores e faz orações pela memória das 242 vítimas. Uma forma de lembrar que ainda há um longo caminho a ser percorrido.

As provas e os pormenores do incêndio que matou 242 pessoas e traumatizou o Brasil estão reunidos em 13.000 páginas de um inquérito policial. Os efeitos práticos da investigação, no entanto, ainda não vieram: dos 32 indiciados, nenhum está preso, e ninguém recebeu indenizações pelas perdas causadas pelo desastre.

 
Fonte: Alfenas Agora

You may also like...

0 thoughts on “Um ano após a tragédia na Boate Kiss”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *