Seca no Mar de Minas prejudica pescadores e moradores da região

Com a falta de chuvas , a represa de Furnas, conhecida como "Mar de Minas", está cada dia mais seca.

Está sendo muito difícil, principalmente para as pessoas que moram próximas ao lago, que visto de longe parece não ter fim, porém quando se aproxima é possível ver que ele está indo embora.

Só nas últimas duas semanas o nível do Lago de Furnas baixou cerca de três metros. Média de 20 cm por dia.

Em quase metade da área do lago já não dá mais pra navegar nem mesmo de canoa.

Para os criadores de peixes de Fama, a situação também não é fácil. As imensas gaiolas repletas de traíras e tilápias precisam ser movidas diariamente para não ficarem fora d?água. Um esforço para acompanhar a descida do nível do lago e garantir que os peixes respirem.

Em Areado, as redes engancham nos tocos de árvores que ressurgiram por toda a represa. Pelas contas da Associação de Pescadores de Furnas, a atividade caiu cerca de 90%.

A represa de furnas é responsável por mover a economia regional, um reservatório também move turbinas. As de Furnas e de outras oito usinas ao longo do Rio Grande, que necessita da água para nivelar os reservatórios.

O gerente de Furnas, comunicou que durante algumas horas do dia, as turbinas estão sendo desligadas para polpar o pouco da água que resta.

height=250

Fonte: Alfenas Agora.

You may also like...

0 thoughts on “Seca no Mar de Minas prejudica pescadores e moradores da região”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *