Receita Federal fiscaliza imóveis de alto padrão no Sul de MG

Casas de luxo e condomínios de alto padrão estão na mira da Receita Federal no Sul de Minas. Os auditores procuram por imóveis maiores do que as plantas que estão registradas no INSS. Os trabalhos fazem parte da "Operação Grifo". Pelo menos 250 imóveis já foram mapeados pelos fiscais na região por apresentar alguma irregularidade no pagamento do INSS.

A operação está sendo realizada a bordo de um helicóptero. A aeronave é equipada com uma câmera capaz de registrar cerca de duas horas de imagens por voo. Dentro do helicóptero, os auditores podem monitorar tudo através de computadores.

Somente no Sul de Minas, deverão ser sobrevoados aproximadamente 300 quilômetros quadrados. A aeronave vai sobrevoar os municípios de Varginha (MG), Lavras (MG) e regiões em torno da Represa do Funil em Ijaci (MG) e o Lago de Furnas, áreas procuradas para construção de imóveis de alto nível.

Os proprietários dos imóveis devem pagar à Receita Federal 36,8% do valor gasto com a mão de obra. Construções com até 70 metros quadrados estão isentas do imposto. Segundo a Receita Federal em Varginha, em média, um imóvel com 250 metros quadrados de área construída recolhe R$ 30 mil. Depois da primeira operação desse tipo, a Receita aumentou em 18% a arrecadação e neste ano, a expectativa é superar este número.

Se o proprietário não regularizar a situação na Receita Federal, ele será intimado a pagar multa que pode chegar a 225% do valor do imóvel e mais o que a pessoa deixou de recolher. Para saber como regularizar a situação, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal.

Fonte: Site G1 – Sul de Minas.

You may also like...

0 thoughts on “Receita Federal fiscaliza imóveis de alto padrão no Sul de MG”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *