Ex-delegado acusado de matar namorada adolescente vai a júri popular

Nesta segunda-feira, 19/05, foi confirmada pelo TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) a decisão do caso do ex-delegado que matou a namorada Amanda Linhares, 17 anos, vai a júri popular.

A data da sessão ainda não foi definida pela juíza Lúcia de Fátima Magalhães, de Ouro Preto, região central do
estado de Minas Gerais.
O crime aconteceu em uma estrada que liga Lavras Novas a Ouro Pedro, o delegado havia atirado na jovem 
durante uma briga do casal.
A jovem foi socorrida e ficou internada quase dois meses, no Hospital João 23 na capital Mineira, mas infelizmente, após sofrer 
uma parada cardiorrespiratória, morreu.
Geraldo Toledo foi expulso da corporação em Outubro de 2013. 
Atualmente ele aguarda o julgamento preso na penitenciária 
Professor Jason Soares Albergaria, em São Joaquim de Bicas, região metropolitana de Belo Horizonte.
Geraldo Toledo é lotado na Delegacia Especializada de Atendimento à Pessoa Deficiente e Idoso, já que a lei lhe garante o direito de trabalhar e receber os vencimentos enquanto não for concluído qualquer processo em tramitação na Justiça e na Corregedoria da Polícia Civil.

You may also like...

0 thoughts on “Ex-delegado acusado de matar namorada adolescente vai a júri popular”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *