Mariana, MG reúne relatos de assombração de arrepiar

Mitos

Uma das criaturas mais famosas é o Caboclo D’Água, que até ganhou uma estátua no distrito de Barra Longa. Várias pessoas juram ter visto o bicho e descreveram uma aparência bizarra: ele teria 1,20 m de altura, se parece com um macaco monstro e se alimenta de bezerros.

Quem encontrar o Caboclo D´Água ganha até prêmio, segundo o presidente da Associação de Caçadores de Assombração, Leandro Henrique Santos.

— Nós oferecemos uma recompensa de R$ 1.000 pela foto dele. Quem ficar de isca em uma jaula também ganha um prêmio se ele aparecer.

Outras lendas chamam a atenção de moradores e turistas na região. Uma história conhecida é a da Noiva de Furquim. Reza a lenda que a mulher morreu ao se envolver em um acidente em uma rodovia do distrito de Furquim,. Ela teria teria perdido sua aliança e fica desde então pedindo carona para os motoristas.

Segundo as histórias contadas, a Mãe do Ouro é uma mulher coberta com pedras preciosas que aparece primeiramente em forma de luz. Apenas aqueles que conseguem se aproximar conseguem vê-la e quem consegue sacudir seus cabelos pode ficar rico. Porém, chegar perto não é fácil: a luz é tão forte que pode provocar cegueira temporária.

De acordo com as histórias contadas por moradores de Mariana, Capitão Jack era um inglês proprietário de uma mina na cidade. Ele teria ficado preso em uma das galerias que foi explodida. Após 50 anos da sua morte, o homem teria ido até o gerente do escritório para cobrar uma dívida.

O maquinista Antônio Jacinto, confirma a história e acredita já ter visto Jack.

— Como eu já trabalho aqui há 39 anos, posso dizer que tive uma visão na mina.

Além de reunir preciosidades do patrimônio histórico do século 18 na região central de Minas, Mariana é a cidade onde não faltam histórias de assombração. Os moradores até criaram a Associação dos Caçadores de Assombração de Mariana.

Fonte: R7.

 

Tags:

You may also like...

0 thoughts on “Mariana, MG reúne relatos de assombração de arrepiar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *