Trocador e motorista humilham obesa que não conseguiu passar pela roleta do ônibus

Uma costureira foi vítima de preconceito dentro de um ônibus, em Machado, cidade  sul de Minas Gerais. O cobrador e o motorista do coletivo teriam ofendido a mulher por ela não conseguir passar pela roleta por ser obesa

Uma costureira foi vítima de preconceito dentro de um ônibus, em Machado, cidade sul de Minas Gerais. O cobrador e o motorista do coletivo teriam ofendido a mulher por ela não conseguir passar pela roleta por ser obesa.

Adriana de Souza Fernandes trabalha em dois empregos, como costureira e cuidadora de idosos, para sustentar os filhos. Há cinco anos ela sofreu de depressão e, com a doença, ganhou muito peso, chegando aos 130 kg.

Adriana Fernandes precisa utilizar o transporte público para ir ao trabalho. Por causa da obesidade, ela entra pela porta contrária para não precisar passar pela roleta.

Em uma das viagens, o cobrador reclamou do uso da porta traseira e pediu para que ela descesse do ônibus. A costureira não acatou. Deixou o dinheiro da passagem sobre o caixa e sentou aos prantos, se sentindo humilhada.

— Deixei o dinheiro e comecei a chorar porque me senti muito mal diante daquela situação.

Como a passageira não desceu, o motorista se levantou e começou a ofendê-la com palavrões.

— O motorista simplesmente se levantou e usou palavra de baixo nível comigo. Ele falou que quem mandava era ele.

Traumatizada, Adriana Fernandes diz que não consegue mais utilizar o transporte público. Ela ficou com fobia e chora só de se aproximar do ponto.

— É uma angustia. Só de olhar para esse ônibus eu não consigo, é relembrar tudo que vivi ali.

Diante da situação, a costureira fez uma queixa formal à empresa responsável e também entrou com uma ação na Justiça, mas ainda aguarda resposta.

Fonte: Site R7.

Tags:

You may also like...

0 thoughts on “Trocador e motorista humilham obesa que não conseguiu passar pela roleta do ônibus”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *