‘Até morrer eu vou votar’, diz idosa de 99 anos que vota desde 1933 em MG

Dona Nair Dias levantou cedo no último domingo (5) e logo se arrumou para votar em Campanha (MG). Aos 99 anos, a aposentada faz questão de mostrar o título de eleitor. Segundo ela, o primeiro voto registrado pela idosa foi em 1933, quando as mulheres conquistaram o direito de participar das eleições, e desde então, nunca deixou de votar. “Até morrer eu vou votar. Se estiver na cadeira de rodas, eu vou. Amo minha pátria, amo minha cidade”, afirma com a certeza de quem cumpre seu direito.

Segundo a sobrinha Paula Márcia Dias, os dias que antecederam as eleições foram de preparação e de expectativa para a aposentada. “Gosta muito de política, lê revistas, jornais, internet, tem Facebook, ela se informa de todas as maneiras”, conta. Para dona Nair, não existem desculpas para não ir votar. “É nossa obrigação cívica, moral e religiosa”, afirma.

Na pequena cidade onde vive, dona Nair já se tornou um exemplo para os moradores, principalmente os mais jovens, em que muitos estão votando este ano pela primeira vez. “É um exemplo pra mim, que estou começando. É minha primeira votação”, conta o estudante João Paulo Fernandes. “Ela é patriota, é muito política, gosta de ir e gosta de dar conselho pra todo mundo ir”, completa a irmã de dona Nair, Lídia Marcondes Dias.

A aposentada já não precisaria mais votar por ter mais de 70 anos, mas mesmo assim, em todas as eleições ela segue para a escola onde fica a seção dela para mais uma vez participar do processo eleitoral. O direito é exercido desde que as mulheres começaram a votar no Brasil e dona Nair afirma que, se depender dela, nunca deixará de cumprir seu dever como cidadã. “Com muito prazer, muito orgulho de ser patriota”, finaliza.

Fonte: G1 SUL DE MINAS

You may also like...

0 thoughts on “‘Até morrer eu vou votar’, diz idosa de 99 anos que vota desde 1933 em MG”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *