Estudantes têm aulas de História em cemitério de Varginha, MG

Um professor de História de uma escola de Varginha (MG) tem levado seus alunos para uma aula diferente. Para mostrar a evolução da cidade e da própria sociedade, Marcos Freitas programa visitas ao cemitério.

Segundo o professor, a ideia surgiu a partir de uma viagem que fez a Buenos Aires, capital da Argentina. “A história política da Argentina é contada por meio do cemitério. Os túmulos de lá são verdadeiros monumentos, obras de verdadeiros artistas”, conta Freitas.

Os estudantes parecem gostar do passeio. Lorraine Silva de Oliveira, de 17 anos, por exemplo, tirou algumas conclusões sobre a estrutura social observando as diferenças entre os túmulos construídos no cemitério de Varginha. “A organização social aqui reflete o que acontece lá fora. Alguns túmulos chamam muita atenção, outros são mais simples”, disse.

Em Varginha, um dos túmulos mais visitados é de uma mulher que foi morta com 33 facadas. A comoção gerada pelo fato à época e que ainda é lembrado nos dias de hoje mostrou para Vitória Santos de Souza, de 13 anos, como a percepção dos acontecimento mudou para as pessoas. “Mostra bem como a violência está sendo banalizada. Antigamente, era um sacrilégio. Hoje é comum”, comentou.

FONTE: G1 SUL DE MINAS

You may also like...

0 thoughts on “Estudantes têm aulas de História em cemitério de Varginha, MG”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *