Guinho faz denúncias contra o prefeito Maurílio

FOTOS: ANDRÉ NOVAIS

FOTOS: ANDRÉ NOVAIS

Iniciando a série de matérias com os vereadores de Alfenas, o site Alfenas Agora, entrevistou na manhã de hoje, 21, o petista Vagner Tarcísio de Morais, o Guinho, atual vice-presidente do Legislativo, vereador em seu terceiro mandato consecutivo, 51 anos, Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa e maior opositor ao governo municipal.

Tido como um dos vereadores mais polêmicos da atual legislatura, senão o maior, Guinho, com exclusividade para este site, revelou uma série de possíveis irregularidades cometidas pelo Chefe do Poder Executivo e parte de sua equipe, falou de seus projetos, dentre outros assuntos.

 A entrevista aconteceu em um dos gabinetes da Câmara e foi realizada pelo ex vereador Sander Simaglio,  que atuou como “repórter especial” contratado pelo Alfenas Agora para a seção “Política” do site.

 “O povo de Alfenas escolheu mal o seu prefeito”. Foram com essas palavras que Guinho abriu nosso “bate-papo”. E disse mais: “O prefeito não é só um mal administrador, ele é incompetente, arrogante, não respeita as pessoas, é um ditador. Saiu na campanha, dizendo que a prefeitura arrecadava 500 mil reais por dia, incluindo domingos e feriados e agora ele mal consegue pagar o servidor”. Para exemplificar, Guinho citou os servidores da gestão compartilhada que, neste mês receberam,  segundo ele, com 18 dias de atraso.

CPI e Comissão Processante

Como noticiado aqui no site, Guinho foi autor de um Requerimento de pedido de instauração de uma Comissão Processante contra atos do Prefeito, porém o Requerimento foi rejeitado e havia uma articulação interna de que o número suficiente de vereadores assinaria outro requerimento, desta vez para instaurar uma CPI, o que não aconteceu e Guinho foi taxativo: “Eu não entendo. Cada eleitor que não está satisfeito, precisa procurar o vereador e pedir a seu representante que tome atitude corajosa, porque eles batem na mesa, tiram aplausos do plenário, mas na hora de assinar um pedido de investigação, pulam fora”.

“Não assumiram o combinado em assinar. Literalmente essa CPI acabou em Pizza, porque no dia era aniversário de um dos vereadores e nós combinamos de cada um comprar uma pizza pra comemorar no final da reunião. No fim, cada um com seu motivo, disseram que não iam mais assinar porque não havia necessidade de outra CPI”, declarou Guinho.

Oposição enfraquecida

Vagner reconhece que parte da oposição foi cooptada pelo governo. Nesse quesito, questionamos ao vereador, que nos dissesse, na sua opinião, do porquê que dois vereadores eleitos pelo PT saíram do partido, enfraquecendo o bloco de oposição e um deles, nos bastidores, hoje é tido como o segundo líder da prefeitura na Câmara.

Guinho não soube responder e disse que da mesma forma que não entende o eleitor não cobrar posição de fiscalização do vereador, não entende o vereador defender Maurílio ou não ter atitude em assinar uma CPI, porque “o prefeito pisa e sapateia em cima dos vereadores. O prefeito chegou a recomendar que os secretários não atendessem os vereadores. E nós temos provas suficientes para cassar esse prefeito e não temos número de assinaturas suficientes para abrir CPI ou Processante. Nossa classe está gostando de apanhar”, desabafa o entrevistado.

Guinho acha que por falta de competência e ineficiência, em 4 anos de mandato, por previsão, haverá uma perda de 29 milhões de reais só na área de saúde.

Durante a entrevista, Guinho foi persistente em dizer que o Prefeito não contribui com as ações das Polícias Civil e Militar como fazia o prefeito no mandato anterior. Disse que as polícias antes tinham ajuda do combustível usado nas viaturas, uma forma de complementação e que no atual mandato essa ajuda deixou de existir. Com isso, acha que a criminalidade aumentou em Alfenas e coloca o aumento de homicídios na “conta do atual governo municipal”: “Com o Luizinho, eram 5 homicídios por ano e agora só em 12 dias foram 3 assassinatos. Ou seja, isso tudo é ineficiência. Eu voto pela cassação desse prefeito com muita tranqüilidade porque está fácil provar”.

Dificuldade na Ação Social

 O vereador fala pro Alfenas Agora em primeira mão, o que levou ao Ministério Público. Diz que na Secretaria da Ação Social, estão criando empecilhos para que as pessoas mais necessitadas recebam cestas básicas, por exemplo.

 Você tem que pegar um formulário e mais três testemunhas e lá nesse formulário citam um artigo da CF onde deixa claro que mentir é crime. Isso é um absurdo, uma forma de constranger o usuário do serviço a não buscar mais e os vereadores não fazem nada porque eles ganham R$ 8.600,00 por mês e não precisam de cesta básica. No governo passado, comprava 10 mil cestas de uma vez e nos bairros mais carentes eram distribuídas uma em cada casa”.

Projetos de autoria do vereador

 Guinho dentre outros projetos de sua autoria, nos pediu para destacar cinco deles:

 – Que assegura o uso dos alimentos nas escolas e creches municipais por parte de servidores e professores, porque alega o vereador que o Prefeito e sua secretária limitaram a merenda aos alunos apenas e ele propôs a extensão aos servidores e professores através de lei aprovada na Câmara;

– A proibição do quadro negro nas escolas municipais, alegando que o pó do giz causa graves doenças, projeto aprovado pela Câmara e já sancionado pelo Prefeito, porém, segundo o vereador, ainda não cumpriu;

-Juntamente com o vereador Ratinho, propôs o Guarda Volume nas Escolas municipais, projeto também aprovado e já sancionado mas, também sem cumprimento por parte do Poder Executivo;

– Projeto que proíbe ducha nos Postos de Gasolina no âmbito municipal, tendo em vista o racionamento de água que atravessa o país;

-Carga horária de 6 horas/dia para o servidor público municipal.

No final da entrevista, Guinho também opinou sobre a disputa presidencial ( o que a legislação eleitoral nos limita em publicar).

Tags:

You may also like...

0 thoughts on “Guinho faz denúncias contra o prefeito Maurílio”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *