Sul de Minas tem dois novos casos suspeitos de febre chikungunya

Dois novos casos suspeitos da febre chikungunya estão sob investigação no Sul de Minas. Eles estão em Lavras (MG) e Varginha (MG). Além destes, na última semana, um caso suspeito também foi identificado em Andradas (MG). Por isso,  enfermeiros e agentes de saúde da Unidade Regional de Pronto Atendimento (Urpa) de Lavras (MG) passaram por um tratamento para saber como lidar com a doença.

De acordo com a coordenadora da Epidemiologia da Urpa, Fernanda Rufini Penna Parise, a doença tem os sintomas bem parecidos com os da dengue. “A única particularidade são as dores intensas nas articulações, o que faz a diferenciação”, disse.

Além disso, de acordo com ela, os sintomas aparecem de 1 a 3 dias ou de 7 a 9 dias. “A prevenção é contínua e o trabalho dos agentes de endemias é durante todo o ano para alertar a população, já que não há tratamento específico para a doença”, acrescentou.

Em Andradas, o motorista suspeito de estar infectado com a doença já colheu amostras de sangue que foram enviadas para Belo Horizonte (MG). O resultado deve sair ainda esta semana.

Febre chikungunya
O vírus é transmitido pela picada de mosquistos fêmea infectados. São eles o Aedes aegypti, de presença essencialmente urbana, em áreas tropicais e, no Brasil, associado à transmissão da dengue; e o Aedes albopictus, presente majoritariamente em áreas rurais, também existente no Brasil e que pode ser encontrado em áreas urbanas em menor densidade. O mosquito adquire o vírus ao picar uma pessoa infectada, durante o período de viremia, ou seja, um dia antes do aparecimento da febre até o quinto dia de doença, quando a pessoa ainda tem o vírus na corrente sanguínea.

Após um período de incubação médio de dez dias, o mosquito torna-se capaz de transmitir o vírus a um humano. Após a picada de um mosquito infectado, os sintomas da doença tipicamente aparecem após um período de incubação intrínseco médio de 3 a 7 dias.

A maioria dos indivíduos apresenta doença sintomática após um período de incubação de dez dias. Porém, nem todos os indivíduos infectados com o vírus desenvolvem sintomas.

Fonte: G1 Sul de Minas

You may also like...

0 thoughts on “Sul de Minas tem dois novos casos suspeitos de febre chikungunya”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *