Antes de deixar o cargo, ex- deputado Pompilio Canavez aumentou em até 481% o uso de verba indenizatória

O ex-deputado Pompilio Canavez (PT) gastou em outubro do ano passado, mês das eleições, R$ 65 mil da verba indenizatória na Assembléia Legislativa de Minas Gerais. O valor gasto representa um aumento de 481% em relação aos meses anteriores do ano, que era de R$ 11.175.

A publicação da verba indenizatória está condicionada à prestação de contas pelo parlamentar, como confecção de panfletos ou diferentes tipos de anúncios nos meios de comunicação.

O abuso com o dinheiro público foi noticiada na coluna de Ricardo Correa, do Jornal o Tempo, de Belo Horizonte. Leia aqui a íntegra do texto do jornalista.

Pompilio não foi localizado pelo Alfenas Agora para comentar o caso. Ele também não falou ao Jornal o Tempo. Pompilio estava em seu primeiro mandato como Deputado, teve pouco mais de 27 mil votos e não foi reeleito.

Este não foi o único aumento desproporcional feito por Pompilio enquanto ocupava um cargo público. Antes de deixar o cargo de deputado, logo após a derrota nas urnas, Pompilio fez mudanças em seu gabinete e deu aumento de mais de 1.000% a alguns colegas de trabalho.

A notícia foi divulgada em primeira mão pelo jornal Estado de Minas. Segundo a imprensa da capital mineira, o gabinete do deputado de Alfenas foi o que passou por uma das maiores mudanças. Um dos casos refere-se a recontratação de Waldecir dos Santos, um antigo aliado que exercia o cargo de agente de serviços de gabinete e recebia R$ 798,80. Com o remanejamento o servidor amigo foi promovido a auxiliar técnico executivo II e passou a receber R$ 9.253,11. Um aumento de 1.158%. O resultado das modificações foi uma folha de pessoal do gabinete R$ 7.720,70 mais cara.

Em entrevista ao Estado de Minas, Pompilio alegou que alterações foram devido a uma avaliação de desempenho dos funcionários e o servidor, que recebeu um aumento de mais de 1.000%, teria se revelado “uma pessoa muito competente durante a campanha”.

Outro caso de abuso com o dinheiro público aconteceu quando Pompilio estava em seu segundo mandato como prefeito de Alfenas. Na ocasião, ele concedeu um aumento de 112% no salário do vice-prefeito Luiz Antônio da Silva (PT). Luizinho recebia R$ 4.693,22 e passou a ganhar R$ 10.433,33.

You may also like...

0 thoughts on “Antes de deixar o cargo, ex- deputado Pompilio Canavez aumentou em até 481% o uso de verba indenizatória”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *