Licitação garante mais cinco anos de Restaurante Popular

Foi renovada a licitação para o funcionamento do Restaurante Popular. O contrato, assinado no mês passado, é por mais cinco anos e a empresa Antunes Pereira Ltda, que administra o restaurante, continuará gerenciando o estabelecimento. Ela apresentou menor valor para o prato de refeição: 3,40.resta

Pelo contrato entre a empresa que administra o Restaurante Popular e a prefeitura, o município oferece R$ 1 de subvenção por refeição.

Além do almoço, o Restaurante Popular oferece janta pelo mesmo preço, e café da manhã por R$0,75. O restaurante faz também entregas de marmitex e há planos para mensalistas com desconto de R$0,90 por refeição: R$2,50 o prato.

O Restaurante Popular foi fundado em 2010 na gestão do prefeito Pompilio Canavez (PT). Atualmente, serve em média 800 refeições por dia. O cardápio é variado, com três tipos de carnes, saladas, suco e o preparo das refeições são acompanhados por uma nutricionista.

O restaurante gasta por mês cerca de R$ 30 mil só com carnes. Ivair Antunes, que administra o local, lembra que todo alimento comprado para o restaurante são de fornecedores do município. “Nada vem de fora’.

Outra Visão

“Menina dos olhos” da administração petista, o Restaurante Popular foi praticamente abandonado pela atual administração. O descaso com o local foi tanto que, em agosto de 2013, o prefeito Maurílio Peloso teve que desmentir um boato que iria fechá-lo. Na ocasião, o prefeito negou a intenção de fechar o restaurante, mas anunciou que pretendia reduzir a subvenção do município. Com isso, o custo seria repassado aos consumidores.

Na época, a subvenção do município era de R$ 2. Para Peloso, o custo seria de R$ 480 mil ao ano. “Isso pesa para a prefeitura”, disse o prefeito na época.

O repasse chegou a atrasar e funcionários do restaurante popular chegaram a cruzar os braços. Na época, eles caminharam pelo centro da cidade em um protesto pelo atraso nos repasses. Durante o trajeto, eles gritavam: “Por que parou? Porque o Maurílio não pagou”. Na entrada do restaurante foi fixado um cartaz com a seguinte frase: “Estamos sem almoço. Ligue para o prefeito e agradeça a ele”.rest

Além da redução no valor da subvenção, a prefeitura também parou de arcar com o pagamento de água e energia elétrica como era feito na gestão anterior. Era um mecanismo para absorver o impacto no custo do café da manhã, que não recebe subsídio.

A nova forma do Executivo em manter um órgão que beneficia principalmente a população mais pobre também gerou desemprego. Com a diminuição do repasse, o administrador teve que demitir dez funcionários, hoje são 15 trabalhando no local.

You may also like...

One thought on “Licitação garante mais cinco anos de Restaurante Popular”

  1. Marquinhos disse:

    ACHO QUE POR SER POPULAR DEVERIA SER MIAS BARATO DO QUE R$ 3,40. Em Alfenas tudo é mais caro. Em outras cidades o preço sai por R$ 1,50…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *